UFC: Glover Teixeira e Thiago Moisés dominam adversários e vencem

Com performance dominante durante todo o combate, Glover Teixeira vence Anthony Smith e mostra que está longe de uma aposentadoria. Thiago Moisés vence usando seu Jiu-Jitsu afiado e Philipe Lins é derrotado pelo experiente Andrei Arlovski em sua estreia no UFC.

Brasileiro Thiago Moisés derrota o favorito Michael Johnson no segundo round do combate (Foto UFC)

O UFC retornou na última noite com seu segundo evento em pouco mais de quatro dias e com um card não tão estrelado quanto o UFC 249 mas não decepcionou a ninguém. O evento contou com nocautes brutais, finalizações e o retorno de experientes lutadores como Ben Rothwell e Glover Teixeira. Dois dos três brasileiros que lutaram no evento venceram.


Os destaques da noite ficam com as performances dominantes de Glover Teixeira que venceu Anthony Smith, a finalização de Thiago Moisés em cima do favorito Michael Johnson, a luta insana entre Gabriel Benitez e Omar Morales e o nocaute arrasador de Brian Kelleher pra cima de Hunter Azure.


Glover Teixeira x Anthony Smith

Brasileiro dominou todos os aspectos do combate e aplicou dura punição ao adversário (Foto UFC)

O evento principal da noite reuniu dois dos mais experientes lutadores da divisão dos meio-pesados e para a surpresa de muitos que assistiam o evento, o duelo não foi nem um pouco equilibrado com o brasileiro de 40 anos de idade dominando o combate durante longos quatro round's e aplicando uma das mais dominantes performances do ano ao utilizar seu jiu-jitsu para manter seu adversário no chão e trabalhar seu ground-pound de maneira brutal.


A reação dos fãs nas redes sociais seguiam sempre a mesma linha de pensamento, o combate podia ter sido encerrado mais cedo, seja pelo árbitro do combate ou até pelo córner do próprio Anthony Smith.


Glover Teixeira aplicou uma das mais duras punições ao "Coração de Leão" inclusive se desculpando durante o combate sobre estar fazendo apenas o seu trabalho e fazendo com que dois dentes de seu oponente caíssem no chão.


Muitas vezes os lutadores, mídia e fãs reclamam de péssimas interrupções por parte dos árbitros por acontecerem cedo demais porém este foi um raro momento onde todos concordam que o combate deveria ter sido encerrado antes. O Resultado foi catastrófico para Smith que sofreu graves lesões faciais e deve ficar pelo menos seis meses sem retornar ao octógono.


Grande atuação de Glover Teixeira que continua surpreendendo após tantos anos de UFC.


Michael Johnson x Thiago Moisés


Este duelo que aconteceu pelo peso-leve do UFC teve um final pouco esperado pelos fãs mesmo com clara vantagem no chão por parte do brasileiro, por se tratar de um duelo entre um especialista de chão contra um dos melhores trocadores da categoria que dificilmente é colocado para o chão.


Após diversas tentativas por parte de Thiago de colocar o adversário no chão no primeiro round, o combate acabou terminando no início do segundo quando o brasileiro aproveitou de sua técnica afiada para colocar o oponente em uma chave de pé (Botinha) extremamente justa e ao tentar defender de maneira equivocada, Johnson virou de barriga para baixo e só piorou a situação. Performance espetacular do jovem brasileiro que pediu por luta com Anthony Pettis em sua entrevista depois da luta.


Experientes Ben Rothwell e Andrei Arlovski vencem

Ben Rothwell não demonstrou muita inovação em seu estilo de luta mas mesmo assim venceu (Foto UFC)

A noite contou não só com o retorno do veterano Glover Teixeira mas também com outros dois atletas conhecidos como Ben Rothwell e Andrei Arlovski que pertencem ao hall de atletas que parecem não serem afetados pelo tempo. Ambos conquistaram vitórias em seus embates na última noite coroando assim toda uma geração de experientes lutadores que se recusam a abraçar a aposentadoria.


Ben Rothwell venceu o perigoso Ovince St-Preux por decisão dividida dos árbitros e pediu por um duelo contra Aleksei Oleinik que derrotou o brasileiro Fabrício Werdum no UFC 249 alegando que um duelo com ele seria a "grande luta" que o russo pediu e Andrei Arlovski voltou a vencer no UFC, desta vez contra o brasileiro Philipe Lins por decisão unânime dos árbitros após dominar a trocação do combate com sua vasta experiência.


Vale também destacar o nocaute técnico de Chase Sherman em Ike Villanueva, o poderosíssimo nocaute de Brian Kelleher em cima de Hunter Azure e a grande luta entre Gabriel Benitez e Omar Morales.


Confira os resultados do UFC Jacksonville: (Fonte UFC)

CARD PRINCIPAL

Glover Teixeira venceu Anthony Smith por nocaute técnico aos 1m04s do 5º round;

Ben Rothwell venceu Ovince St-Preux por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);

Drew Dober venceu Alexander Hernandez por nocaute técnico aos 4m25s do 2º round;

Ricky Simon venceu Ray Borg por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28);

Andrei Arlovski venceu Philipe Lins por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28);

Thiago Moisés venceu Michael Johnson por finalização aos 25s do 2º round.


CARD PRELIMINAR

Sijara Eubanks venceu Sarah Moras por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26);

Omar Morales venceu Gabriel Benitez por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28);

Brian Kelleher venceu Hunter Azure por nocaute aos 3m40s do 2º round;

Chase Sherman venceu Ike Villanueva por nocaute técnico aos 49s do 2º round.



4 visualizações

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados