UFC: Brasileiros viram protagonistas dos próximos eventos da organização

UFC Vegas terá Gilbert Burns no evento principal, Amanda Nunes e Raphael Assunção dividirão protagonismo no UFC 250 e José Aldo deve enfrentar Petr Yan pelo cinturão deixado por Henry Cejudo.

Brasileiro Gilbert Burns enfrenta o ex-campeão Tyron Woodley no UFC Vegas (Foto Canal Combate)

Semana movimentada nos bastidores da maior organizadora de eventos de MMA do planeta trouxe grandes novidades para os fãs brasileiros mas também causou grande comoção e indignação por parte da comunidade envolvendo a aposentadoria de Henry Cejudo e a negativa por parte do UFC em relação ao possível confronto entre Jon Jones e Francis N'gannou pelos peso-pesados.


Cinturão Peso-Pena e Peso-Galo vagos!

Henry Cejudo se aposentou e o UFC anunciou que ambos cinturões estão agora vagos (Foto Divulgação UFC)

No UFC 249 após grande performance contra Dominick Cruz, Henry Cejudo chocou o mundo ao anunciar sua aposentadoria do MMA aos 33 anos de idade e muitos viram neste anúncio uma estratégia de marketing por parte do atleta mas o que os fãs temiam se consolidou esta semana com o UFC anunciando oficialmente que os cinturões do peso-pena e peso-galo que pertenciam a Cejudo estão agora vagos.


Triste noticia para os fãs de Cejudo mas esta aposentadoria abriu espaço para o retorno a disputa de cinturão de uma lenda brasileira no esporte, José Aldo.


O confronto que todos esperavam era entre Henry Cejudo e José Aldo porém após a aposentadoria do "Triple C", Petr Yan que ocupa a 3° colocação no ranking deve receber a oportunidade de enfrentar o brasileiro pelo cinturão dos galos.


Outro brasileiro esperava esta oportunidade mas Marlon Moraes (1°) deve aguardar pelo vencedor do duelo entre Aljamain Sterling (2°) e Cory Sandhagen (4°) que acontecerá no UFC 250 programado para o dia 06 de Junho.


O duelo estre Aldo e Yan ainda não tem data para acontecer mas correm rumores de que deverá ser na ilha privada do UFC em julho.

UFC 250!

Amanda Nunes enfrenta Felicia Spencer no evento principal do UFC 250 (Foto Divulgação Canal Combate)

Grande notícia para os fãs brasileiros pois o UFC anunciou oficialmente o card de seu próximo evento numerado com a  maior atleta da história do MMA feminino defendendo seu cinturão no evento principal da noite.


Amanda Nunes irá protagonizar o card do UFC 250 ao defender seu cinturão contra Felicia Spencer em duelo que é apontada como franca-favorita. Nunes que é atualmente detentora de dois cinturões da organizacão aguardava há tempos por uma chance de estrelar um grande evento na luta principal e finalmente chegou sua hora de brilhar.


Destaque também para o retorno de Raphael Assunção (5°) ao octógono do UFC para enfrentar o ex-campeão Cody Garbrandt (9°) no evento principal compartilhado. Duelo acontece pelo peso-galo, categoria que José Aldo recebeu oportunidade de disputa de cinturão.


UFC Vegas é amanhã!

Outro grande destaque que envolve um brasileiro no UFC é o surpreendente Combate entre Gilbert Burns (6°) contra o ex-campeão da categoria Tyron Woodley (1°) pela categoria peso meio-médio da organização.


Gilbert Burns vêm de seis vitórias consecutivas na categoria e nocauteou o também brasileiro Demian Maia em sua última aparição no UFC Brasília, primeiro evento com portões fechados devido a pandemia da Covid-19 atingir o mundo todo.


Burns recebeu a chance de estrelar o evento em Vegas contra uma estrela da categoria que perdeu seu cinturão em 2019 para o atual campeão Kamaru Usman por decisão unânime dos juízes.


Grande oportunidade para o brasileiro se colocar entre os melhores da categoria e quem sabe desafiar o campeão em um futuro próximo.


O UFC Vegas acontece este sábado (30) e terá transmissão exclusiva do Canal Combate.


Jon Jones x Francis N'gannou

Jon Jones (Esq.) desafiou o peso pesado Francis N'gannou (Dir.) mas acordo não saiu do papel (Foto ESPN)

Outro destaque da semana foi a negociação frustrada por parte do atual campeão dos peso meio-pesados do UFC Jon Jones que anunciou publicamente sua vontade de subir de categoria e enfrentar o perigosíssimo nocauteador Francis N'gannou mas que segundo ele não teve seu pedido atentido por parte de Dana White.


Ambos lutadores concordaram em se enfrentar e trocaram provocações em suas redes sociais ao longo das últimas duas semanas mas após negociação com o UFC falhar, ambos demonstraram suas frustrações com o resultado.


Segundo Dana White em entrevista a Brett Okamoto da ESPN (EUA), Jones pediu uma "quantidade absurda de dinheiro no pior momento possível para a organização" que viu suas receitas diminuirem drásticamente após ter seus eventos esvaziados devido as determinações para que eventos esportivos não aconteçam com público presente.


Dana White explicou que o duelo interessa a organização mas que momentaneamente está fora de cogitação.

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados