UFC 253: Borrachinha é dominado por Adesanya e Jan Blachowicz conquista cinturão meio-pesado

Israel Adesanya dá show, domina brasileiro e segue invicto no MMA. Jan Blachowicz nocauteia Dominick Reyes e conquista cinturão que pertencia a Jon Jones. Ketlen Vieira e Danilo Marques vencem, Alex Leko perde por decisão dos juízes.

Israel Adesanya impressiona, faz parecer fácil e vence Borrachinha no UFC 253 (Foto UFC)

Sábado (26) aconteceu na "Ilha da Luta" o histórico UFC 253 com um dos melhores cards do ano e envolvendo duas disputas de cinturão (Peso-Médio e Peso Meio-Pesado) nos eventos principais da noite.


Os dois vencedores faturaram o bônus de 50 mil dólares ao protagonizarem as melhores performances da noite após nocautearem seus adversários de maneiras impressionantes porém os holofotes ficaram para o invicto Israel Adesanya após performance histórica em duelo valendo pelo cinturão.


O confronto entre Paulo "Borrachinha" Costa e Israel "Style Bender" Adesanya foi sem dúvidas uma das lutas mais aguardadas do ano devido a rivalidade e provocações protagonizadas por ambos atletas durante os últimos meses.


O brasileiro representava um novo desafio ao atual campeão pois além de estar invicto na carreira profissional de MMA, Borrachinha por muitos momentos demonstrou que representava um perigo real ao campeão devido a potencia de seus golpes e estilo agressivo dentro do octógono mas a realidade se mostrou bem diferente do que todos esperavam.


Israel Adesanya iniciou o combate trabalhando chutes baixos que abalaram o brasileiro e deixaram marcas evidentes em sua perna esquerda dificultando assim a movimentação e explosão do adversário que preferiu provocar ao invés de adotar uma diferente postura e levar a luta para a curta distancia.


No segundo round Adesanya continuou seu plano em movimentar-se e aplicar chutes mas desta vez adotou um estilo mais agressivo e após aplicar um chute alto que abriu o supercílio do brasileiro, trabalhou poderosos jabs e fez uma leitura perfeita da movimentação do adversário para encaixar a mão esquerda e levar Borrachinha para o chão onde aplicou o ground-pound e forçou o árbitro a encerrar o combate.


Uma atuação incrível por parte do Nigeriano que protagonizou uma das mais dominantes vitórias em disputas de cinturão na história do MMA.


Jan Blachowicz conquista cinturão Meio-Pesado!

Lutador Polonês vence adversário e conquista cinturão com impressionante performance (Foto UFC)

No Co-main event da noite, Jan Blachowicz teve uma atuação impressionante contra o perigoso ex-desafiante ao título Dominick Reyes e nocauteou o adversário no segundo round do confronto após uma insana troca de golpes entre ambos atletas.


Jan era o próximo desafiante ao título meio-pesado antes de Jon Jones anunciar que abriria mão da divisão para subir de peso e enfrentar atletas no peso-pesado e o confronto com Reyes era o caminho natural após a grande atuação dele contra Jones em 2019.


Ambos atletas buscaram a trocação franca durante o primeiro e segundo round mas ficou evidente a diferença entre a potencia dos golpes de Jan para Reyes e ao final do segundo round o polonês nocauteou o adversário para conquistar o tão cobiçado cinturão.


Ketlen Vieira e Danilo Marques vencem, Alex Leko é derrotado na decisão dos juízes


O UFC 253 contou com a presença de mais três brasileiros dentro do octógono mais famoso do mundo.


A brasileira Ketlen Vieira superou Sijara Eubanks por unanimidade após confronto extremamente equilibrado. Todos os jurados deram 29-28 em favor da brasileira que comentou sobre a dificuldade em enfrentar uma adversária nova após sua outra adversária abandonar o card duas semanas atrás:


"A luta foi muito mais dura do que eu imaginava. Eu não treinei para enfrentar Sijara, obviamente minha adversária mudou há duas semanas. Foi uma luta muito dura, ela pareceu não ter sentido nada", disse Ketlen.


Danilo Marques estreou no UFC com vitória no UFC e superou o russo Khadis Ibragimov por unanimidade na decisão dos juízes em combate valendo pelo peso meio-pesado do UFC. O lutador paulistano que possui agora um cartel de 10 vitórias e apenas duas derrotas no MMA comentou sua estretégia e as dificuldades que enfrentou na noite:


"Meu caminho até aqui foi difícil. Eu venci, estou dentro. Era minha estratégia, derrubá-lo, achei que ele segurou a grade muitas vezes, e isso dificultou mais meu trabalho. Eu não falei nada pra ele ou para o árbitro. Acho que o que planejamos funcionou", disse Danilo.


O último brasileiro a se apresentar no UFC 253 foi Alex "Leko" da Silva que perdeu por unanimidade para o atleta neozelandês Brad Ridell em um confronto eletrizante valendo pelo peso-leve do UFC. Todos os jurados do combate marcaram 29-28 para o vencedor de uma das melhores lutas da noite.


Confira todos os resultados do histórico UFC 253:


CARD PRINCIPAL

Israel Adesanya venceu Paulo Borrachinha por nocaute técnico aos 3m59s do 2º round; Jan Blachowicz venceu Dominick Reyes por nocaute técnico aos 4m36s do 2º round; Brandon Royval venceu Kai Kara France por finalização (guilhotina) aos 48s do 2º round; Ketlen Vieira venceu Sijara Eubanks por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28); Hakeem Dawodu venceu Zubaira Tukhugov por decisão dividida (30-27, 29-28, 28-29).


CARD PRELIMINAR

Brad Riddell venceu Alex “Leko” da Silva por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28); Jake Matthews venceu Diego Sanchez por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26); Ludovit Klein venceu Shane Young por nocaute a 1m16s do 1º round; William Knight venceu Aleksa Camur por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27); Juan Espino venceu Jeff Hughes por finalização (kesa gatame) aos 3m48s do 1º round; Danilo Marques venceu Khadis Ibragimov por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27).

8 visualizações

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados