UFC 249: Gaethje domina, N'gannou assusta e Cejudo se aposenta em noite inesquecível

Em noite inesquecível para os fãs, Justin Gaethje domina o favorito Tony Ferguson, Francis N'gannou nocauteia Jairzinho Rozenstruik em 20 segundos e Henry Cejudo defende seu cinturão contra Dominick Cruz e anuncia aposentadoria. Ronaldo "Jacaré" Souza contrai Covid-19 e não realiza seu combate contra Uriah Hall.

Justin Gaethje dominou a trocação e mais uma vez contou com sua precisão para vencer o favorito (Foto Cooper Neill/ESPN)

Na noite do último sábado (09) aconteceu o tão esperado UFC 249 com portões fechados para o público e uma série de medidas protetivas contra o avanço do Covid-19 incluindo testes durante a semana, higienização do octógono antes e depois de cada combate e o distanciamento social dos comentaristas e funcionários de apoio do UFC durante os combates.


A noite de lutas se mostrou inesquecível para os fãs e mídia especializada devido ao alto nível técnico demonstrado durante os principais combates da noite como o nocaute do brasileiro Vicente Luque, a performance de Calvin Kattar, e as vitórias impressionantes de Justin Gaethje, Francis N'gannou e Henry Cejudo.


A má noticia foi a ausência do brasileiro Ronaldo "Jacaré" Souza do evento após seu teste confirmar o que a organização já temia, a infecção do lutador e de dois membros de sua equipe pelo vírus do Covid-19. Mesmo assim o UFC decidiu seguir com o evento com aval da comissão atlética.


Justin Gaethje x Tony Ferguson


O evento principal da noite era o duelo mais aguardado da noite e não decepcionou ninguém após uma "guerra" entre as duas principais ameaças ao reinado de Khabib Nurmagomedov nos peso-leves do UFC.


O combate aconteceu nos moldes que muitos imaginavam com os dois lutadores buscando apenas a trocação para conseguir a vitória com Tony Ferguson trabalhando a sua movimentação atípica procurando novos ângulos para acertar seu oponente e Justin Gaethje trabalhando o que tem de melhor, sua precisão de golpes juntamente com seu poder de nocaute.


Estratégia de Gaethje se mostrou mais eficiente pois a cada round conseguia acertar seu adversário com contra-golpes precisos que minavam e frustravam as investidas de Ferguson que conseguiu derrubar o adversário com um uppercut ao final do segundo round mas que parecia não encontrar maneiras de neutralizar Gaethje.


Ao final do quinto round onde Ferguson já demonstrava cansaço e exibia um rosto completamente inchado, Gaethje trabalhou seus jabs de esquerda e conseguiu acertar o oponente a ponto do árbitro do combate interromper a luta e declarar Gaethje o vencedor. Ao receber o cinturão interino da categoria, Gaethje o jogou no chão e declarou que busca o verdadeiro cinturão que hoje pertence a Khabib e que após vencê-lo gostaria de enfrentar Connor Mcgregor. Performance impecável de Justin Gaethje.


Henry Cejudo x Dominick Cruz

Henry Cejudo acertou uma joelhada ao final do segundo round, venceu combate e anunciou aposentadoria (Foto UFC)

Henry Cejudo entrou para a história junto de Daniel Cormier ao conseguir defender o cinturão em duas categorias diferentes do UFC quando derrotou Dominick Cruz ao final do segundo round por interrupção do árbitro do combate.


A luta até o momento era equilibrada com Dominick Cruz trabalhando sua já conhecida movimentação de pé para encontrar ângulos diferentes para golpear o campeão e aproveitar sua vantagem em altura e envergadura porém Henry Cejudo mostrou novamente que pode aprender e buscar soluções durante um combate como fez ao derrotar o brasileiro Marlon Moraes e fez ajustes que levaram ao nocaute técnico faltando apenas 3 segundos para o final do round.


Após uma blitz de Cejudo, Dominick Cruz realizou uma mudança de nível ameaçando uma entrada de queda e foi aí que o alto Q.I. de Cejudo entrou em ação aplicando uma joelhada brutal que levou o ex-campeão ao chão e após um ground pound poderosíssimo onde Cruz não reagia com suas duas mãos no chão e sem se defender, venceu o combate.


Após a luta Henry Cejudo surpreendeu a todos quando anunciou sua aposentadoria do esporte com apenas 33 anos. Na entrevista pós-evento, reiterou seu desejo de aposentadoria mas deixou claro que o "Dinheiro Fala" e deixou nas mãos de Dana White o seu retorno alegando que acrescentando mais um "zero" em seus cheques ele reconsideraria sua decisão. Jogada de marketing ou sinceridade, Henry Cejudo se despede como um dos maiores de todos os tempos.


Francis N'gannou x Jairzinho Rozenstruik

Francis N'gannou precisou de apenas 20 segundos para nocautear Rozenstruik e assustar o mundo (Foto UFC)

Em sua das apresentações mais impressionantes dos últimos tempos, o camaronês Francis N'gannou aniquilou seu perigoso adversário em apenas 20 segundos de combate. Como era de se esperar, o combate terminou em um nocaute brutal pois ambos lutadores são notoriamente conhecidos pelo seu poder avassalador e capacidade de vencer a luta com apenas 1 soco e foi exatamente assim que a luta terminou.


Jairzinho Rozenstruik começou o combate aplicando um chute baixo para checar a distância e acabou surpreendido pelo avanço de N'gannou aplicando quatro golpes em sequência sendo que apenas o último acertou o alvo e foi mais que suficiente para derrubar o oponente. Antes mesmo do árbitro conseguir alcançar ambos lutadores, N'gannou aplicou mais três golpes em um adversário que já estava nocauteado no chão e encerrou a luta de uma vez por todas.


O ambiente sem torcida só tornou o nocaute ainda mais assustador pois dava para escutar claramente cada golpe aplicado. Não existe muito a se oferecer a Francis N'gannou neste momento além de uma nova chance de enfrentar o campeão Stipe Miocic após sua trilogia com Daniel Cormier acontecer. Lembrando que Francis N'gannou perdeu para Stipe Miocic em janeiro de 2019 e busca revanche desde então. Sem dúvidas o mais assustador peso-pesado que já pisou no octógono do UFC.


Confira os resultados do UFC 249: (Fonte UFC)


CARD PRINCIPAL

Justin Gaethje venceu Tony Ferguson por nocaute técnico aos 3m39s do 5º round;

Henry Cejudo venceu Dominick Cruz por nocaute técnico aos 4m58s do 2º round;

Francis Ngannou venceu Jairzinho Rozenstruik por nocaute aos 20s do 1º round;

Calvin Kattar venceu Jeremy Stephens por nocaute técnico aos 2m42s do 2º round;

Greg Hardy venceu Yorgan De Castro por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27).


CARD PRELIMINAR

Anthony Pettis venceu Donald Cerrone por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);

Aleksei Oleinik venceu Fabricio Werdum por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28);

Carla Esparza venceu Michelle Waterson por decisão dividida (27-30, 29-28, 30-27);

Vicente Luque venceu Niko Price por nocaute técnico (interrupção médica) aos 3m37s do 3º round;

Bryce Mitchell venceu Charles Rosa por decisão unânime (30-25, 30-25, 30-24);

Ryan Spann venceu Sam Alvey por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28).


5 visualizações

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados