UFC 248: Rodolfo Vieira e Alex Cowboy vencem em noite histórica para Zhang e Joanna

Zhang Weili e Joanna Jedrzejczyk protagonizam luta histórica pelo título enquanto público se decepciona com duelo tático entre Israel Adesanya e Yoel Romero no evento principal. Rodolfo Vieira e Alex Cowboy vencem seus duelos de maneira distinta. Oponente de Polyana passa mal e é hospitalizada as vésperas do combate.

Brasileiro Rodolfo Vieira venceu novamente mas sofre violento corte após chute do adversário (Foto UFC)

Noite histórica de UFC 248 ainda repercute na comunidade de MMA ao redor do mundo, despertando assim diferentes reações por parte do público presente e da mídia em geral após duas disputas de cinturões com roteiros completamente diferentes na mesma noite.


Um misto de empolgação e frustração tomou conta de todos aqueles que acompanharam o evento neste último sábado (07) onde ambos campeões conseguiram manter seus cinturões com estratégias que se diferem mas que se mostram eficientes, cada qual a sua maneira.


Noite também se mostrou especial para os fãs brasileiros após vitória de Rodolfo Vieira e Alex Cowboy em suas respectivas lutas.


Israel Adesanya x Yoel Romero

Duelo muito estudado entre nocauteadores decepcionou os fãs em geral (Foto UFC)

A luta principal da noite prometia ser um duelo extremamente explosivo entre dois atletas notoriamente conhecidos por seu poder de nocaute dentro do octógono mas o que vimos foi uma performance aquém daquilo que muitos tentaram prever, com o campeão Israel Adesanya sendo um pouco mais calculista do que habitualmente costuma ser e um desafiante Yoel Romero esperando a iniciativa do adversário para contra-atacar e procurar um poderoso nocaute que nunca aconteceu.


Foram 5 rounds com pouca movimentação o que acabou frustrando os fãs presentes na T-Mobile Arena em Las Vegas. O campeão procurou mais o combate e focou sua estratégia nos chutes á distância aproveitando assim de sua maior envergadura conseguindo evitar na maior parte do tempo o contra-golpe poderoso de canhota de Yoel Romero que por sua vez se mostrava apático em suas tentativas de acertar o campeão.


Lutas pelo cinturão costumam ser diferentes de outros combates aos olhos dos juízes pois se espera uma atitude e performance diferente do desafiante. A falta de contundência ou apatia do desafiante é vista como ponto fraco enquanto o campeão que é o atleta a ser batido pode adotar uma estratégia mais conservadora e foi exatamente o que os juízes viram e após cinco rounds, Israel Adesanya foi declarado o vencedor do confronto.


Após o anúncio da vitória Adesanya desafiou publicamente o brasileiro Paulo "Borrachinha" Costa para seu próximo duelo que deve acontecer no segundo semestre de 2020.


Zhang Weili x Joanna Jedrzejczyk

Zhang Weili venceu sua oponente após cinco rounds de pura trocação (Foto UFC)

A segunda disputa de cinturão da noite foi um presente a todos os fãs de lutas do mundo. Zhang Weili defendia seu cinturão pela primeira vez contra uma perigosa Joanna Jedrzejczyk e o que muito se antecipava sobre o confronto realmente aconteceu e o que pudemos presenciar foi uma verdadeira "guerra" entre as atletas.


Sem recuar e sem hesitar por um só momento, ambas lutadoras caminhavam para frente desferindo golpes e poderosas combinações que encontravam seus alvos de forma precisa e potente. Após apenas 1 round de combate já dava para se notar a exaustão e o estrago no semblante de ambas atletas mas nada disso foi o suficiente para que nenhuma delas recuasse nos próximos quanto rounds e o que vimos foi nada mais nada menos do que a maior luta entre mulheres na história do UFC e possivelmente uma das maiores lutas da história do esporte.


Zhang Weili venceu o épico duelo na decisão dos juízes e a luta entre ambas se tornou o terceiro maior combate com golpes significativos na história do evento. Foram 351 golpes em 25 minutos de luta. Inacreditável!


Rodolfo Vieira finaliza outro combate

Multi-campeão de Jiu-Jitsu finaliza combate ainda no primeiro round (Foto UFC)

Em seu retorno ao octógono do UFC, o brasileiro 5x campeão mundial de Jiu-Jitsu Rodolfo Vieira venceu seu combate da maneira que todos esperavam, com uma finalização após levar duelo para o chão. Após receber um chute alto que atingiu seu supercílio esquerdo, Rodolfo sofreu um terrível corte que poderia causar a interrupção do combate caso o primeiro round terminasse e parece que o brasileiro tinha a ciência exata disso pois logo após receber o golpe que poderia determinar sua primeira derrota, o brasileiro partiu para definir o combate de maneira rápida e foi exatamente o que aconteceu.


Aplicou a queda no adversário, passou a guarda, pegou as costas, efetuou a transição para a montada e em uma velocidade impressionante encaixou um estrangulamento (Katagatame) extremamente eficaz e finalizou seu adversário. Grande apresentação do invicto lutador do peso-médio.


Alex Cowboy vence na decisão dos juízes

Extrovertido lutador teve de batalhar para se recuperar dentro do combate e levou a vitória por decisão (Foto UFC)

Após claramente perder o primeiro round do combate, o brasileiro Alex Cowboy teve de se superar para vencer seu adversário nos outros dois rounds da luta e assim conquistar sua vitória após decisão dos juízes. Duelo sangrento entre dois atletas que buscaram a vitória o tempo todo porém o brasileiro conseguiu dominar maior parte do duelo no terceiro round e deixou uma boa impressão nos juízes ao final do combate.


Importante vitória para o experiente Alex Cowboy que ao sair do octógono protagonizou um dos momentos mais legais da noite ao presentear outro "Cowboy", Donald Cerrone com uma pena e colocá-la em seu chapéu. Momento de respeito entre dois atletas de diferentes países mas com características semelhantes.


Polyana Vianna teve combate cancelado


A brasileira que deveria de apresentar no UFC 248 teve seu combate cancelado após sua adversária ter de ser hospitalizada as pressas horas antes do combate acontecer. Emily passa bem e duelo entre ambas deve ser remarcado em futuros eventos.


Confira resultados do UFC 248:


CARD PRINCIPAL Israel Adesanya venceu Yoel Romero por decisão unânime (48-47, 48-47, 49-46); Zhang Weili venceu Joanna Jedrzejczyk  por decisão dividida (48-47, 47-48, 48-47); Beneil Dariush venceu Drakkar Klose por nocaute aos 1m do 2º round; Neil Magny venceu Li Jingliang por decisão unânime (triplo 30-27); Alex Oliveira venceu Max Griffin por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);


CARD PRELIMINAR Sean O'Malley venceu Jose Quiñonez por nocaute técnico aos 2m02s do 1º round; Mark O.Madsen venceu Austin Hubbard por decisão unânime (triplo 29-28); Rodolfo Vieira venceu Saparbeg Safarov por finalização (katagame) aos 2m58s do 1º round; Gerald Meerschaert venceu Deron Winn por finalização (mata-leão) aos 3m13s do 3º round; Giga Chikadze venceu Jamall Emmers por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28); Danaa Batgerel venceu Guido Cannetti por nocaute aos 3m01s do 1º round.


9 visualizações

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados