Pinheiros vence Franca e conquista tricampeonato da LDB

Com o título, equipe pinheirense se torna recordista de conquistas da maior competição de base do Brasil

Pinheiros se tornou o maior vencedor da LDB com três conquistas (João Pires/LNB)

O Campeonato Brasileiro de Interclubes – Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) 2019 chegou ao fim. Neste domingo (29/09), o Pinheiros bateu o Sesi Franca Basquete, no Ginásio Antônio Prado Jr, por 71 a 65, e se consagrou campeão da LDB 2019 de forma invicta.


O título, que marcou o tricampeonato do time do Jardim Europa, também representou outra marca importante: agora o Pinheiros é a equipe que mais vezes venceu a LDB em toda a história da competição – o Flamengo vem logo atrás, com dois títulos.


A conquista veio de uma maneira perfeita. Isso porque o Pinheiros venceu todos os seus duelos, desde a sua estreia, ainda na primeira fase, até a final. De lá para cá foram 17 jogos, alguns deles extremamente difíceis, mas todos com vitórias do time pinheirense.


Para o treinador David Pelosini, do Pinheiros, ganhar todas as partidas foi maravilhoso.


“Com certeza, o grupo merecia muito essa vitória. Jogamos o nosso máximo, tanto na semifinal quanto na final. Título normalmente é difícil e, para mim, não tem zebra no basquete. Os quatro que chegaram tinham qualidades para serem campeões. De qualquer forma, ganhamos de forma invicta. Foi maravilhoso vencer todas”, afirmou o treinador David Pelosini, do Pinheiros.


Jonas Buffat, MVP da final

O posto de MVP da Final, que premia o jogador com melhor desempenho na partida que define o título, ficou com o ala/armador Jonas Buffat, do Pinheiros. O jogador anotou um duplo-duplo de 16 pontos e 12 rebotes, além de quatro assistências e 23 de eficiência na partida que deu o tricampeonato para o time pinheirense. 


“Estou muito feliz, sinto que é um grande passo pra minha carreira. Comecei a jogar basquete só com 16 anos. Meu pai foi jogador e sempre falou que eu tinha que trabalhar duro. Não tem segredo, antes do sucesso tem que ter um sacrifício. Fiquei bem feliz com o resultado do meu trabalho”, avaliou Buffat. 


Franca fica com o Vice e muda de patamar na LDB

Mesmo sem sair com o título, o Franca conseguiu uma grande campanha na LDB 2019. Antes de chegar à grande final, a equipe terminou a primeira fase na quarta colocação, com campanha de nove vitórias e três derrotas (75% de aproveitamento).


No Grupo C do octogonal final, o clube da Capital do Basquete avançou para as semifinais na segunda colocação, com vitórias sobre o Corinthians e Coritiba Monsters, e derrota para o Pinheiros.


O grande desafio do Franca foi na semifinal, contra o Paulistano/Corpore, dono da casa, que contou com o reforço pontual de Yago Mateus (armador da Seleção Brasileira e da equipe profissional do CAP) para o confronto. O resultado foi o melhor possível: vitória maiúscula sobre o time da capital paulista, no melhor estilo francano.

O treinador Jhonatan Santos se mostrou bem orgulhoso com o resultado de sua equipe. Para ele, o principal objetivo foi alcançado, que era o de aproveitar bem a competição para o desenvolvimento dos atletas em quadra.


“A gente cumpriu nosso objetivo, que era usar o campeonato para desenvolver os meninos. Chegamos aqui em um patamar e estamos saindo em outro, aumentamos o nível de jogo, nível coletivo, de inteligência. Lógico que não é o resultado que a gente queria, mas o Pinheiros também fez por merecer. Aqui no Brasil as pessoas às vezes acham que o segundo lugar é ruim, mas estou muito orgulhoso da minha equipe. Não tenho palavras para descrever o tamanho do orgulho que estou sentindo deles”, avaliou o treinador.


Paulistano bate Flamengo e fica com o 3º lugar

O Paulistano/Corpore encerrou sua participação na LDB 2019 com o terceiro lugar. Neste domingo (29/09), o time da capital paulista derrotou o Flamengo, por 87 a 61, e conquistou a medalha de bronze da maior competição de base do basquete brasileiro.


Depois da derrota para o Sesi Franca Basquete, na última sexta-feira (27/09), pela semifinal, o CAP se recuperou bem. Para o treinador Beto Jayme, sua equipe pôde aprender com o resultado negativo e finalizou a LDB de uma ótima maneira.

“A gente ainda sente em ficar fora da final, mas tem hora na vida que o querer não é poder. Fizemos um jogo muito abaixo do que podemos fazer contra o Franca, um jogo estranho, sem vida, meu time não joga assim. Não tem espaço para vacilar na fase final, por ser um jogo só. Mas estou muito feliz com a conquista do terceiro lugar, a molecada aprende muito mais com a derrota. Eu mesmo aprendi muito, fiquei pensando nos erros e no que poderia ter feito melhor”, afirmou o treinador.

Premiações finais da competição

Individuais

MVP da Final: Jonas Buffat (Pinheiros) MVP da LDB: Dikembe (Paulistano) Líder em rebotes: Cristopher Duarte (Coritiba Monsters/Sociedade Thalia) Líder em assistências: Matheusinho (Flamengo)


Coletivas

Campeão: Pinheiros Vice-campeão: Sesi Franca Basquete 3º lugar: Paulistano/Corpore Técnico da equipe com menos erros: Beto Jayme (Paulistano) Técnico da equipe líder em eficiência: David Pelosini (EC Pinheiros)

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados