Pedro Ferro, promessa do automobilismo brasileiro, inicia fase de treinos na Europa rumo à F1

Fórmula 4 é a porta de entrada de jovens pilotos que almejam seguir carreira em monopostos em todo o mundo e também o primeiro passo para quem quer chegar à Fórmula 1

Divulgação

O jovem piloto Pedro Ferro, natural da baixada santista, litoral sul de São Paulo, está de malas prontas rumo a um novo desafio. Apontado como uma das promessas do automobilismo brasileiro, ele irá iniciar uma fase de treinos intensivos em países como França, Espanha e Itália onde estão alguns dos principais circuitos de automobilismo do mundo e segue rumo a Fórmula 4.

Pedro Ferro revela que para galgar colocações ainda maiores e desenvolver seu pleno potencial como piloto, que decidiu não mais competir em nenhum outro torneio de 2019 e se mudar para a Europa: “meu objetivo é me preparar para as competições em 2020 da F4 europeia, em especial a F4 francesa. Então este ano vou treinar bastante para chegar com meu máximo potencial no ano que vem”. O piloto até então vinha fazendo treinos em São Paulo e Londrina, no Paraná.


Rumo à F1

A Fórmula 4 é a porta de entrada de jovens pilotos que almejam seguir carreira em monopostos em todo o mundo e também o primeiro passo para quem quer chegar à Fórmula 1. Em um país que desde a aposentadoria de Felipe Massa e a morte de Ayrton Senna carece de representação na principal competição automobilística do mundo, apostar em novos talentos como Pedro Ferro, que tem despontado nos últimos anos em competições internacionais acende a esperança de vermos novamente o Brasil no pódio da F1.

No Brasil, a Fórmula 4 ainda está em seus primeiros passos, o que motivou o piloto a buscar pelos treinos nas pistas europeias, onde poderá contar com estruturas mais consolidadas e alcançar um patamar de excelência de nível internacional.

Durante os torneios oficiais da Fórmula 4 o piloto precisa obter 40 pontos em três anos para obter a permissão para chegar até a tão sonhada Fórmula 1. Para isto, é preciso concluir até a sétima posição as provas. O Campeão leva 12 pontos, o Vice-campeão 10 pontos, o terceiro colocado 7 pontos e segue assim até o sétimo colocado, que ganha 1 ponto.

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados