Obrigado, mestre Wlamir Marques

Um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos completou hoje 82 anos

O esporte brasileiro tem seus heróis, muitos deles usaram chuteiras, fizeram gols e brilharam no Maracanã. Todos esses foram super-homens, mas, acima de tudo, foram humanos. E, na melhor essência da palavra, não posso deixar de destacar Wlamir Marques.


Uma palavra tão desgastada atualmente é "exemplo". Só que é o perfeito encaixe para esse homem de São Vicente/SP, que começou a jogar basquete na sua cidade natal e depois brilhou por XV de Piracicaba, Corinthians e Seleção Brasileira.


Aliás, as cores verde e amarela nunca caíram tão bem em uma única pessoa como Wlamir, com classe, determinação, liderança, elegância e sabedoria. Comandou uma geração maravilhosa, triunfante nos Mundiais de 1959 e 1963, e com históricos bronzes em Roma/1960 e Tóquio/1964.


Apesar de toda a importância e currículo vasto, sempre procurou evidenciar o trabalho coletivo, com a humildade de sempre. Compartilhou a incrível sensação de entrar para a história do esporte exaltando o companheirismo, sempre lembrado ao lado de Amaury Passos.


Hoje, 16 de julho, Wlamir Marques completa 82 anos. Parabéns ao atleta, ao professor, ao pai, ao exemplo, ao mestre!


É inacreditável como não está ainda no Hall da Fama do Basquete da FIBA, bom, como diria o poeta: azar deles!


Prefiro terminar essa singela homenagem retirando os parabéns e colocando apenas um agradecimento por tudo, Wlamir. Obrigado por existir!


Queremos te ver comentando os Jogos de Tóquio/2020!



8 visualizações

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados