Melo e Kubot são cabeças de chave número 2 e podem enfrentar brasileiros no Rio Open

O sorteio da chave de duplas do ATP 500, no Rio de Janeiro, colocou no mesmo lado da chave Marcelo, Bruno Soares e Demoliner. Estreia será diante do uruguaio Cuevas e do espanhol Verdasco, nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro

Foto: Fotojump


O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot jogarão o Rio Open como cabeças de chave número 2 e, na estreia, enfrentarão o uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol Fernando Verdasco.


O ATP 500, nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro, começa nesta segunda-feira (17) e o sorteio da chave colocou os três principais jogadores de duplas do Brasil no mesmo lado. Assim, avançando no torneio e dependendo dos resultados dos adversários, Marcelo - número 1 do país - poderá cruzar com o gaúcho Marcelo Demoliner nas quartas de final e com o também mineiro Bruno Soares, este em uma possível semifinal. Demoliner tem como parceiro o holandês Matwe Middelkoop e, Bruno, o croata Mate Pavic. Os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah são os cabeças de chave 1. Melo e Kubot estão treinando desde o início da semana no Rio para a estreia no torneio. A dupla chegou na terça-feira (11) e deu início à preparação na cidade. Kubot desembarcou acompanhado de seu técnico, o checo Jan Stoces. Marcelo tem ao seu lado o irmão e treinador Daniel Melo e, nesta edição de 2020, buscará o seu primeiro título no Rio Open, inédito para o tênis brasileiro. “Estamos fazendo bons treinos aqui no Rio, desde que chegamos, seguindo a preparação para a estreia na próxima semana”, afirma Marcelo.

1 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados