Maria Esther Bueno Cup começa nesta terça (26), valendo vaga no Rio Open

Nova geração do tênis brasileiro entra em quadra a partir das 18 horas, em São Paulo

Foto: João Pires/FotoJump


A segunda edição da Maria Esther Bueno Cup começa nesta terça-feira (26), na Sociedade Harmonia de Tênis, em São Paulo, com a participação da nova safra de jogadores brasileiros até 23 anos.


Realizada em homenagem à tenista brasileira e uma das maiores da história do esporte mundial, campeã de 19 Grand Slams, e disputada em seu clube e cidade natal, a MEB Cup é uma iniciativa do Rio Open para incentivar a nova geração do tênis nacional, dando ao campeão a chance de disputar a chave principal de um ATP 500 e ao vice, uma vaga no qualifying. O Rio Open acontece entre 15 e 23 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro, e já tem o número 5 do mundo, o austríaco Dominic Thiem, o argentino Diego Schwartzman e o croata Borna Coric, a novidade do torneio e integrante da nova geração do tênis, confirmados em seu line-up.


“Além do incentivo que o Rio Open oferece ao premiar o campeão com convite na chave, também propiciamos mais uma competição, uma oportunidade por mérito deles, de estar em quadra mostrando seu talento. Esta é uma das melhores gerações do tênis brasileiro dos últimos tempos, com um grande volume de tenistas em condições de chegar ao top 100. E os números comprovam isso", disse Luiz Carvalho, diretor do torneio. "Todos eles tiveram uma ótima evolução no ranking de 2018 até agora, principalmente o (Gilbert) Klier, que subiu mais de 900 posições e o Thiago Wild, que conquistou o primeiro Challenger da carreira e já é o terceiro melhor brasileiro na ATP", finalizou Carvalho.


Os oito tenistas foram divididos em dois grupos: Grupo Alcides Procópio, com Thiago Wild, atual campeão, Felipe Meligeni, Gilbert Klier Jr e Matheus Pucinelli , que participa pela primeira vez do torneio. No Grupo Pedro Bueno, estão Orlando Luz, Rafael Matos, João Lucas Reis e Lucas Koelle.


Até sexta-feira eles se enfrentam dentro do grupo, na fase classificatória, sempre a partir das 18h. Os quatro melhores disputam a semifinal no sábado e a decisão está marcada para domingo, nestes dias, às 12h.


Nesta terça (26) jogam na quadra 1 Wild contra Pucinelli e na sequência, Orlando Luz e o convidado Lucas Koelle. Atleta da prestigiada universidade de Harvard, Koelle vai representar o tradicional clube paulista. Wild que busca o bicampeonato, acredita que neste ano, “estão todos mais experientes, mais maduros e com certeza o nível está mais alto. Mas este ano também chego com melhores resultados,” disse Wild, campeão juvenil do US Open no ano passado e que há poucas semanas conquistou o seu primeiro título de torneio Challenger, em Guayaquil. Os dois jogos que completam a rodada são entre Meligeni e Klier e Matos e Reis, nesta ordem, na quadra 2, também a partir das 18h.

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados