Maria Elisa/Carol Solberg chegam à final em Viena

Brasileiras enfrentarão Sarah Pavan e Melissa Humana-Parades, do Canadá

(Créditos: Getty Image/FIVB)

O Brasil tem duas medalhas garantidas na chave feminina em Viena (AUT), etapa cinco estrelas do Circuito Mundial de vôlei de praia 2019. Neste sábado (03.04) as semifinais do evento contaram com três duplas brasileiras. Maria Elisa e Carol Solberg (RJ) foi a parceria que conseguiu chegar à decisão do campeonato contra as campeãs mundiais, Sarah Pavan e Melissa Humana-Parades, do Canadá.


O jogo decisivo aconteceria ao final da rodada, mas, em razão das condições climáticas, será realizado na manhã deste domingo (04.08), às 6h30 (hora de Brasília). Para chegar à decisão Maria e Carol venceram um duelo contra as compatriotas Taiana e Talita (CE/AL) por 2 sets a 1 (21/16, 35/37 e 15/13).


“É muito bom conseguir estes resultados nesta época do ano, pois é o que nós nos planejamos para fazer. Depois de estar rodando o circuito direto por seis semanas, sentindo saudades de casa e dos familiares, alcançar uma final é uma grande recompensa. Vimos várias equipes esgotadas, querendo voltar para casa. Mas tudo que a gente queria é ir bem, e jogar até o último jogo e mostrar a nossa força como um time. O jogo hoje na semifinal foi superdifícil. Eu mal consigo andar agora, mas toda vez que eu olhava para o lado via o brilho nos olhos da Carol, o que me motivava a seguir”, falou Maria após a disputa semifinal.


As canadenses passaram por Ágatha e Duda (PR/SE) na outra chave, com vitória por 2 sets a 0 (17/21 e 12/21). Na disputa pelo terceiro lugar, que não sofreu modificação na tabela, Ágatha e Duda se recuperaram e levaram a melhor sobre Taiana e Talita por 2 sets a 0 (31/29 e 21/19).

“Estou muito feliz em conseguir vencer. O jogo contra uma dupla brasileira é sempre difícil, todas se conhecem muito bem. Chegamos em nosso limite físico e emocional neste torneio, por isso estou muito emocionada com este pódio. Esta foi uma das medalhas mais difíceis que conquistei na carreira. As pessoas não imaginam o quanto é difícil a vida de atleta. Estamos buscando o nosso objetivo, e dando o nosso máximo”, contou Ágatha.

________________________________________________________________________________________

Alison e Álvaro Filho passam por campeões mundiais e chegam à semi

Brasileiros enfrentarão Dalhausser/Lucena (EUA), neste domingo (04.08), às 8h (hora de Brasília)

(Créditos: Getty Image/FIVB)

A dupla Alison e Álvaro Filho (ES/PB) chega pela terceira vez consecutiva entre os quatro melhores de uma etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia 2019. Depois do título em Espinho (POR) e o quarto lugar em Tóquio (JAP), os brasileiros alcançaram mais uma semifinal, desta vez em Viena (AUT), em um evento cinco estrelas do tour.


No início da manhã deste sábado (03.08), Alison e Álvaro superaram os atuais campeões mundiais, os russos Viacheslav Krasilnikov e Oleg Stoyannovskiy, por 2 sets a 1 (14/21, 21/16 e 15/11). A semifinal será contra Dalhausser/Lucena (EUA), neste domingo (04.08), às 8h (hora de Brasília).


“O mais importante neste jogo foi a nossa paciência. Conversamos bastante em quadra, e focamos em uma bola por vez. O nosso saque começou a acontecer, nossa virada de bola foi consistente”, disse Álvaro.


O campeão olímpico Alison também destacou a evolução da dupla, que se formou há seis meses, e já colhe frutos importantes.


“Nosso time está evoluindo. Nos juntamos há pouco tempo, como outros times, que acabaram se entrosando mais rápido. Nossa tarefa tem sido muito difícil. Saímos de country quota, jogamos torneios de três estrelas. Isso tudo é fruto de muita dedicação. Nossa equipe técnica trabalha muito para chegarmos nesse patamar. Tivemos um jogo muito duro ontem contra o Qatar, e hoje vencemos outra pedreira. Isso dá confiança, mostra a nossa força”, comentou Alison.


Além de Alison/Álvaro, outras três duplas representaram o Brasil em Viena. André/George (ES/PB) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) ficaram nas oitavas e terminaram na nona posição. Já Guto/Saymon (RJ/MS) caiu ainda na fase de grupos, e conseguiram ficar em vigésimo quinto lugar.


A competição em Viena rende cerca de R$ 150 mil para os campeões dos naipes masculino e feminino. Ao todo, o torneio distribui cerca de R$ 2,3 milhões em premiação aos atletas, além de oferecer pontuação alta para o ranking internacional – 1.200 para os times vencedores.

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados