Lula Ferreira é o novo presidente da LNB

Após pedido de afastamento de Nilo Guimarães do cargo, dirigente do Sesi Franca Basquete assumiu o posto por medida estatutária da LNB

Em reunião do Conselho de Administração da Liga Nacional de Basquete (LNB) nesta terça-feira (dia 27/10), Nilo Guimarães comunicou oficialmente seu pedido de afastamento da presidência da entidade.


Por possuir um cargo de secretário de esportes na cidade de Mogi das Cruzes (SP), um cargo público, Nilo encaminhou uma carta de renúncia para se licenciar dessa função para não impedir que a LNB pudesse desenvolver novos projetos via Lei de Incentivo ao Esporte, na esfera federal, para esta próxima temporada.


Desta forma, o cargo ficou nas mãos de Lula Ferreira, dirigente do Sesi Franca Basquete, que assumiu a posição por ser o integrante mais antigo no Conselho de Administração da LNB, segundo consta no Estatuto da entidade. O ex-técnico será presidente da instituição até dezembro de 2020, quando acontecerão as novas eleições.


“Não tenho palavras para definir o tamanho da honra e do orgulho que é ocupar esse cargo. A responsabilidade, porém, é do tamanho do orgulho e da alegria de ocupa-lo. Essa obra toda que é a LNB foi construída por grandes presidentes: Kouros, Rossi, Cássio e Nilo. Todas essas pessoas, junto com tantas outras, simbolizam todos os dirigentes que alavancaram uma instituição que não começou nem do zero, começou do subsolo, porque o basquete se encontrava abaixo de zero antes da criação da LNB. Chegamos muito longe, mas vamos trabalhar ainda mais para chegar na cobertura”, declarou Lula Ferreira.


Nilo Guimarães liderou a Liga Nacional de Basquete num dos momentos mais desafiadores do esporte mundial com a pandemia do Covid-19. Para enfrentar esse período, o dirigente uniu todo o ecossistema do basquete brasileiro (atletas, comissões técnicas, árbitros, dirigente e profissionais dos clubes) para que as decisões pudessem ser analisadas e debatidas por todas as esferas envolvidas dentro e fora das quadras.


“Preciso agradecer ao Kouros Monadjemi, a toda diretoria da Liga, aos clubes e ao corpo executivo pela confiança nesse período todo. Infelizmente, tive que abrir mão dessa grande responsabilidade de ser presidente, mas é algo necessário para a contínua evolução e desenvolvimento da Liga Nacional de Basquete”, afirmou Nilo, que volta a fazer parte do Conselho de Administração representando a equipe de Mogi. “Continuarei sempre contribuindo incansavelmente para que o NBB continue sendo essa referência no esporte nacional”, completou. 


O ala/pivô Guilherme Teichmann, presidente da AAPB (Associação dos Atletas Profissionais de Basquete), também deu palavras de agradecimento ao agora ex-presidente da LNB.

“Temos que agradecer ao Nilo por esse período na presidência, principalmente, por ter encarado um momento complexo para todos que atuam no esporte e por manter o diálogo sempre aberto com todos. Essa aproximação da Liga com os atletas foi fundamental para que pudéssemos avançar em diversos pontos para esta próxima temporada”, disse Teichmann.


Protocolo de Covid-19

Ainda na reunião do Conselho de Administração da LNB, realizada via videochamada nesta terça-feira (27/10), o Departamento Técnico-Operacional da entidade apresentou aos clubes a versão final do Protocolo de Covid-19 para a temporada 2020/2021 do NBB.


Os clubes analisaram o protocolo e levantaram questões referentes a algumas medidas. Por isso, uma nova reunião será agendada para o fim desta semana para a aprovação final.

O protocolo foi confeccionado com a chancela do médico infectologista Dr. Max Igor Banks Ferreira Lopes, do Hospital das Clínicas da USP, que deu todo o suporte necessário à LNB e os clubes durante o período de desenvolvimento.

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados