Jiu-Jitsu: Kaynan vence Meregali, Garry Tonnon supera Davi Ramos e Craig Jones finaliza Wardizinski

Kaynan Duarte vence Leandro Lo, Rodolfo Vieira e Nicholas Meregali para conquistar GP (-100kg) do Spyder Invitational e faturar $100.000 dólares. Levi Jones também vence Spyder (-76kg). No GrappleFest 7, irmãos Ruotolo vencem, Dante Leon supera Márcio André e Craig Jones finaliza Adam Wardzinski com certa facilidade. Garry Tonnon supera Davi Ramos na decisão dos juizes para encerrar fim de semana no Fight 2 Win 132.



Levi Jones (Esq.) e Kaynan Duarte (Dir.) conquistam prêmio milionário ao vencerem suas categorias (Foto reprodução Spyder Korea)

Kaynan Duarte mostrou uma performance impressionante na última sexta (22) ao conquistar o GP Spyder (-100kg) e faturar uma bolada, pois além de conquistar três vitórias no torneio, superou a lenda Rodolfo Vieira na semi final.


De um lado da chave, Nicholas Meregali finalizou Tim Spriggs no primeiro round assim como Erberth Santos finalizou Claudio Calazans em duelo equilibrado. Ambos vencedores se provocaram muito antes do torneio e se enfrentaram na semi final onde duelo estava bem equilibrado até Erberth Santos ser raspado e reclamar de uma joelhada no rosto por parte de Nicholas Meregali que corretamente continuou o combate e finalizou a luta. Erberth Santos se recusou a defender o golpe. Outro final de luta desanimador protagonizado por Erbert em 2019.


Kaynan Duarte por sua vez, venceu Leandro Lo em reedição da final do mundial IBJJF 2019 no primeiro round e enfrentou a lenda Rodolfo Vieira na semi final após vitória de Rodolfo sobre André Muniz por finalização. Duelo foi bem equilibrado mas Kaynan conseguiu raspar Rodolfo e ficou com a vitória.


Na final aconteceu outro combate incrivelmente equilibrado entre Nicholas Meregali e Kaynan Duarte com o prodígio da Athos se consagrando campeão do King of Kings.


Kaynan Duarte conquistou ouro no Panamericano e Mundial 2019 (IBJJF), Ouro no ADCC 2019 (+99kg) e ouro no GP Spyder. Fenômeno!


CATEGORIA (-76kg) SPYDER INVITATIONAL


O australiano Levi Jones foi campeão na outra categoria do evento ao vencer Gabriel Arges, Matheus Lutes e Matheus Gabriel em sua caminhada até o prêmio milionário.


Jonatha Alves iniciou o evento com uma finalização espetacular em cima de Shane Hill-Taylor no primeiro round e enfrentou na semi final Matheus Gabriel que venceu duelo contra Edwin Najmi. Ambos lutadores pontuaram através de raspagens na semi final porém nos últimos segundos de combate, Matheus Gabriel surpreendeu e aplicou outra raspagem em Jonatha Alves e faturou a vitória.


Levi Jones inciou sua trajetória vencendo Gabriel Arges na decisão dos juízes e enfrentou Matheus Lutes, faixa marrom que venceu o atleta da casa Inseong Jang. Levi Jones também venceu seu combate na semi final para enfrentar o campeão mundial Matheus Gabriel na final.


Duelo equilibrado como era de se esperar foi definido apenas no final com uma raspagem por parte de Levi Jones que conquistou o GP e a fortuna.



Australiano Craig Jones finaliza Adam Wardizinski no evento principal do GrappleFest 7 (Foto reprodução Jay Chow)

Craig Jones é sem sombra de dúvidas um dos competidores mais agressivos e finalizadores do mundo atualmente. Após conquistar sua medalha de prata na divisão -88kg do ADCC 2019, o australiano segue implacável em seu jogo ofensivo e não tomou conhecimento de Adam Wardzinski no último sábado (23) no evento principal do GrappleFest 7 finalizando o polonês em poucos minutos de combate.


O evento também contou com a presença dos irmãos Tye e Kade Ruotolo de apenas 16 anos. Ambos venceram seus combates com performances de "gente grande". Outro destaque foi a vitória do canadense Dante Leon em cima do veterano Márcio André.



Garry Tonnon pega as costas de Davi Ramos e vence brasileiro no Fight 2 Win 132 (Foto Reprodução F2W)

Ainda no sábado (23) aconteceu o Fight 2 Win 132 com a luta principal entre dois atletas experientes no mundo do Jiu-Jitsu mas que fizeram recentemente a transição para o MMA, o americano medalha de bronze no ADCC (-77kg) e professor de Gordon Ryan, Garry Tonnon e o brasileiro vencedor do ADCC 2015 e atleta do UFC, Davi Ramos.


Davi Ramos começou agressivamente chamando na guarda e tentando diversos ataques de pé mas sempre encontrava um adversário atento aos seus ataques. Garry Tonnon utilizou de seu preparo físico para cansar o brasileiro e conforme o tempo passava ficava mais claro a diferença do preparo físico de ambos atletas. Tecnicamente eram similares, mas em todo retorno ao centro do tatame, Davi Ramos demonstrava cansaço.


Eventualmente Garry Tonnon passou a guarda de um cansado Davi Ramos e pegou suas costas. Tentou finalizar o combate mas pouco tempo restava.


Vitória justa de Garry Tonnon na decisão dos juízes.


Grande final de semana para os fãs.


0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados