Jiu-Jitsu: Gracie Barra fatura título de equipes no Subversive e Mason Fowler volta a vencer no SUG

Subversive organizou torneio entre equipes e o time da Gracie Barra levou o título após vencer o time da Unity na final do evento. No Submission Underground 17, Mason Fowler volta a vencer Craig Jones e coloca fim ao reinado do australiano dentro da organização.

Carlos Souza, Kendall Reusing e Fellipe Trovo representaram a Gracie Barra no Subversive (Foto FloGrappling)

Final de semana movimentado para os fãs de jiu-jitsu com o inovador torneio entre equipes Subversive e mais uma edição do Submission Underground e os destaques ficaram para a equipe da Gracie Barra e a vitória de Mason Fowler na revanche contra Craig Jones.


O Subversive colocou um formato inovador envolvendo um torneio entre diversas equipes com três membros sendo dois homens e uma mulher e sem pontuação valorizando assim a busca pela finalização como forma de vitória e diversos atletas renomados tiveram a oportunidade de participar da competição.


A equipe da Gracie Barra levou Carlos Souza, Kendall Reusing e Fellipe Trovo como representantes e saiu vencedor do torneio após vencer a equipe da Unity Jiu-Jitsu na final.


Para chegar a final, o time da Gracie Barra teve de vencer a equipe da SAS na fase de grupos, a Team No Sleep nas quartas de final, e a Checkmat na semi-final.


A final começou com o confronto entre Carlos Souza e Levi Jones-Leary e a equipe da Unity conseguiu a vitória após o tempo se esgotar e os juízes decidirem em favor do atleta da Unity.


Coube a Kendall Reusing e Fellipe Trovo vencer Chloe McNally e Devhonte Johnson por finalização em ambas lutas para faturar o título entre equipes.


Formato do torneio parece ter agradado aos fãs e a mídia especializada pois pudemos presenciar grandes lutas e talvez até despertar algumas rivalidades sadias entre equipes.


Submission Underground 17 e a coroação de Mason Fowler


No domingo (30) aconteceu mais um evento do Submission Underground com diversas lutas mas os holofotes estavam todos voltados para o evento principal da noite pois envolvia o tira-teima entre Mason Fowler e Craig Jones.


A história de ambos começou durante o ADCC 2019 onde Craig Jones venceu Mason Fowler por pontos porém o árbitro do combate cometeu um erro e não deu uma pontuação para Fowler e isto custou a vitória para ele. Craig Jones foi medalhista de prata na categoria e pode gozar de todo o prestígio que uma medalha de ADCC pode proporcionar.


Ambos atletas voltaram a se enfrentar no SUG após Mason Fowler vencer o torneio que classificaria o campeão para um duelo contra Craig Jones que vinha invicto dentro da organização e o confronto entre ambos terminou novamente de forma polemica pois o juiz interrompeu o combate e deu a vitória por finalização para Mason Fowler porém Craig Jones reclamou que não havia desistido e que a decisão foi precipitada.


Chael Sonnen promotor do evento não demorou para organizar o tira-teima entre ambos atletas no SUG 17 e desta vez o confronto entre ambos não terminou de forma polemica.


Mason Fowler finalizou Craig Jones na segunda rodada de desempate e manteve seu cinturão da organização e deu início ao seu próprio reinado! Grande atuação de Fowler para encerrar quaisquer dúvidas sobre seu jiu-jitsu.

4 visualizações

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados