Jiu-Jitsu: Craig Jones vence Vinny Magalhães e choca o mundo

Australiano vence luta principal do Submission Underground 13 contra o brasileiro Vinny Magalhães e causa lesão assustadora no adversário. Evento contou com outros nomes de peso e foi realizado sem público devido ao Covid-19.

Craig Jones (Esq.) vence Vinny Magalhães (Dir.) aos 4m e 20 segundos de combate (Foto Youtube Chael Sonnen)

O Submission Underground 13 aconteceu no último domingo com portões fechados para o público devido a pandemia do Covid-19 e teve como evento principal um dos duelos mais esperados pelos fãs de Jiu-Jitsu No-Gi (Sem Quimono) ao redor do mundo com o brasileiro Vinny Magalhães enfrentando o medalhista de prata no ADCC 2019 na categoria -88kg, Craig Jones.


O evento contou com a presença de outros atletas renomados no cenário No-Gi como Austin Vanderford, Richie Martinez, Jake Ellenberger e Gabriel Checco e a performance de todos os envolvidos no evento surpreendeu positivamente a mídia e os fãs que acompanharam o SUG 13 mas nenhum momento foi mais repercutido do que a vitória do Australiano Craig Jones em cima do experiente brasileiro Vinny Magalhães devido ao modo que o combate terminou e as circunstâncias que levaram a tal momento.


Vinny Magalhães é notoriamente conhecido no mundo dos esportes de combate pois além de ser um faixa preta campeão do ADCC, também é um atleta de MMA há tempo suficiente para cunhar seu próprio lema: “Chaves de perna não funcionam". Vinny já venceu o atual parceiro de treino de Craig Jones e atual campeão do ADCC 2019 na categoria -99kg e na categoria absoluto, Gordon Ryan que é considerado o melhor atleta do Jiu-Jitsu No-Gi atualmente e também é conhecido por ser um especialista em chaves de perna após grande performance nos últimos quatro anos.


Craig Jones treina na equipe de John Danaher (Renzo Gracie Academy) em Nova Iorque desde sua excelente performance no ADCC 2017 onde foi derrotado por Gordon Ryan e vêm em uma crescente desde então e também é conhecido por ser um especialista em chaves de perna.


O duelo tão esperado começou da maneira que todos previam com Craig Jones puxando guarda e trabalhando através de uma guarda Z uma chave de tornozelo (Heel Hook) de maneira extremamente justa alternando entre ataques com a barriga para o chão e sempre buscando aquilo que Vinny sempre negou a eficiência, as finalizações na perna. Em certo momento dava-se para notar que o tornozelo de Vinny estava completamente fora de lugar porém o brasileiro não desistiu.

Momento exato onde a lesão ocorreu, logo nas primeiras tentativas de Craig Jones (Foto Youtube Chael Sonnen)

Após esta trocação inicial em que Vinny também atacou as pernas de Craig os dois retornaram ao centro do octógono com Craig Jones puxando guarda novamente e foi aí que o desfecho da luta ocorreu. Ambos lutadores começaram a conversar durante o combate e dava-se para notar que algo estranho estava acontecendo porém os microfones do evento não conseguiam captar o que era falado entre ambos.


Pouco tempo depois Vinny Magalhães desistiu do combate devido ao deslocamento de seu calcanhar durante os ataques de Craig Jones no início do combate.

Um final muito esperado por todos mas que chocou todos ao redor do mundo não por se tratar de um atleta que nunca fora finalizado em chaves de perna sendo finalizado por uma mas pela maneira que Vinny e Craig se comportaram e pela gravidade da lesão.

O Australiano demonstrou muita empatia pelo Brasileiro e o ajudou o tempo todo, desde ter uma conversa com o árbitro do combate até a ajuda em conduzir Vinny para fora do octógono o levando até a equipe médica do evento.

Para Craig Jones fica o reconhecimento pelo magnífico trabalho demonstrado e pela clara evolução de seu jogo assim como sua generosidade para com o adversário, já para Vinny Magalhães fica a solidariedade de milhares de fãs para que sua recuperação seja a melhor possível.

A arte é suave mas muitas vezes letal.


Confira os resultados do Submission Underground 13:


CARD PRINCIPAL

Craig Jones vence Vinny Magalhães por desistência verbal (lesão) - Regulamento, 4:21m


Austin Vanderford vence Richie Martinez por finalização (estrangulamento do triângulo com braço) - Tempo extra 2, 0:44 seg


Gabriel Checco vence Jake Ellenberger por finalização (estrangulamento em triângulo reverso) - Regulamento, 1:52m


CARTÃO PRELIMINAR


Ethan Crelinsten vence Andrew Alexander por finalização (mata-leão) - Prorrogação 1, 1:00m

Don Stoner vence Alex Larmey por tempo de fuga - Tempo integral

Joe Baize vence Nicholas Maximov por finalização (Chave de Tornozelo) - Regulamento, 2:31m

Cris Lencioni vence Gabriel Austin Daffron via tempo de fuga - Tempo integral

Charlie Gilpin vence Jake Smith por finalização (Kimura) - Regulamento, 1:38m

Eric McConico vence George Martinez via finalização (Chave de Braço) - prorrogação 1, 0:04 seg

Cody Kenaga vence Jake Hargis por finalização (Chave de Tornozelo) - Regulamento, 2:06m

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados