Inédito! Red Bull Racing faz pit stop histórico na gravidade zero

Detentora de recorde em parada para troca de pneus, equipe de Fórmula 1 inova a mais de 30 mil pés de altura

Denis Klero/Red Bull Content Pool

Gravidade zero? Problema zero. Depois de quebrar três recordes mundiais de pit stop mais rápido da Fórmula 1, a Red Bull Racing foi ainda mais longe e realizou outro feito histórico: uma parada para troca de pneus na gravidade zero.


A uma altitude de quase 33.000 pés a bordo do avião de treinamento cosmonauta Ilyushin Il-76 MDK, membros da equipe de pit stop da Red Bull Racing protagonizaram a cena icônica para a Fórmula 1 no carro 2005 RB1.


“Foram necessárias duas ou três passagens para (meu corpo) entender o que estava acontecendo. No começo, eu não conseguia pensar direito. Eu já estive envolvido em muitos projetos especiais. Mas esse é com certeza o mais diferente, pois não há nada que se compare”, afirma Mark Willis, coordenador da equipe.


Para que a ação ocorresse, os membros da Red Bull Racing tiveram um curso intensivo ao longo de uma semana e auxílio da agência espacial russa Roscosmos. Cada voo consistia em uma série de parábolas, com a aeronave subindo em um ângulo de 45° e, em seguida, descendo em um movimento capaz de produzir a ausência de gravidade durante 22 segundos, antes de alçar novamente.


Tetracampeã da Fórmula 1, a Red Bull Racing detém vários feitos especiais à modalidade. Além do pit stop mais rápido do mundo no tempo de apenas 1.82s, alcançado no último domingo, em Interlagos (SP), a equipe já levou o carro do Himalaia às margens do Mar Morto, além de travessias épicas, passando por cenários de neve, gelo e deserto.


Confira:

4 visualizações

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados