Equipe feminina de ultramaratona é treinada por atletas de referência

Campeonato IAU Continental de Ultramaratona de 100 k Américas será disputado no dia 27 de julho, em Bertioga, e a seleção brasileira terá Adeluci Moraes e Maria Auxiliadora Venâncio como técnicas

Adeluci Moraes na Espanha

A equipe feminina do Brasil que participará do Campeonato IAU Continental de Ultramaratona de 100 K Américas, no dia 27 julho, em Bertioga, no litoral de São Paulo, terá forte referência nos bastidores. Afinal, Adeluci Moraes e Maria Auxiliadora Venâncio, atletas com grandes resultados, serão as treinadoras da seleção brasileira e poderão passar toda a experiência para as competidoras.


As representantes convocadas são Caroline Lima Martins, Cláudia Souto, Dianne Christie Fadl Schaldach, Hellen Cristina Caldeira, Laynara Arantes, Neidinha Rosa, Rosivânia Soares, Vivian Pavão e Viviane Motta.


Adeluci, mestranda em Educação Física na UNOPAR, em Londrina (PR), acha que o Brasil terá uma equipe feminina forte na competição. “A ultramaratona está em evolução, com a modernização feita em nossa estrutura, o bom trabalho do Oscar Susso, nosso coordenador, e o apoio da Confederação Brasileira de Atletismo. O time feminino, assim como o masculino, é forte e poderá ter um bom desempenho na competição. Represento o Brasil há 34 anos, desde o tempo de pista, cross country, ultramaratona e duathon.”


A treinadora participou de um Mundial de 100 km e esteve no grupo que disputou o primeiro 1° Continental de 100 km, há dois anos, em Madison, nos Estados Unidos, ficando na sexta colocação no geral e ajudando o Brasil a terminar em terceiro no feminino. Entre as suas inúmeras vitórias está a do Festival de Ultramaratona Internacional Helênico, em Loutraki, na Grécia, em 2007, quando correu 174,394 km em 24 horas. Na mesma oportunidade, o vencedor do masculino foi Valmir Nunes, que percorreu uma distância com 222 quilômetros no tempo da prova.


Já Dora Venâncio é a recordista brasileira dos 100 km, com o tempo de 7:20:22, obtido em agosto de 1998, em Cubatão (SP). Claro, que é referência. Nascida em São Domingos do Prata, em Minas Gerais, ela está radicada há 37 anos em Taboão da Serra (SP) e é frequentadora das corridas de rua da região.


Dora tem um currículo excepcional. Foi campeã, por exemplo, dos 100 Km de Santander, na Espanha, em 1999 e em 2000. Antes venceu os 100 Km de Madri, em 1997. Em 1998, ficou em terceiro nos 100 Km de Nakamura, no Japão. Disputou ainda a Comrades (89 km), na África do Sul, em 1999, ficando em quarto lugar, com 6:40.


“Estou na torcida para um bom desempenho do Brasil. Acredito que isso possa acontecer”, disse Dora.


A equipe masculina terá Eduardo Calixto, Felipe Costa, José Cláudio Nunes, Márcio Batista, Marcos Paulo Espírito Santo, Niumar Velho, Silvio Pires, Urbano Cracco e Rodrigo Santejo.

A competição será disputada em um circuito de 5 km. Além da prova de 100 k, a competição terá eventos paralelos, com corridas de 5 k, 10 k, 20 k, 50 k, 80 k revezamento de 100 km em equipes de 10 atletas e revezamento de 100 km em equipes de cinco atletas.


Medição do percurso – Com a participação do delegado da CBAt, Aércio Oliveira, foi feita na semana passada a medição do percurso de 5 km pelos responsáveis José Rodolfo Eicheler, Suzana Gnaccarini e Diego Paulo de Lima. A competição será disputada na Avenida Tomé de Souza.


Os horários de largada são os seguintes: solo – 5 k – 19 horas, 10 k – 18 horas, 20 K – 17 horas, 50 K – 11 horas, 80 K – 7 horas e 100 K – 7 horas. O Revezamento de 100 K (um atleta na pista por vez) terá largada às 7 horas, com equipes de 5 atletas, 20K por atleta, 4 voltas por atleta, e equipes de 10 atletas,10 K por atleta, com 2 voltas no circuito por atleta.


A retirada do kit de participação de todos os inscritos será feita no dia 27, a partir das 6 horas, no local da competição.


Os interessados ainda podem fazer inscrições pelo Ticket Agora, onde conseguirão todas as informações como valores, retiradas de kit dos atletas e reuniões preliminares.


O Campeonato é um evento promovido pela IAU (International Association of Ultrarunners) e pela CBAt, com organização da Brazil135 Ultramarathon e do Circuito Br135 Ultra de Rua. A competição tem apoio da Prefeitura de Bertioga.


0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados