Em jogo marcado por confusões, Thiago Wild vence na estreia do Rio Open

Jovem tenista brasileiro derrotou o espanhol Alejandro Davidovich Fokina por 2 sets a 1

Foto: Thiago Wild/Fotojump


O Brasil garantiu um representante na segunda rodada do Rio Open. Em jogo emocionante na quadra central, na noite de segunda-feira (17), Thiago Wild salvou três match points para vencer o espanhol Alejandro Davidovich Fokina, de virada, por 5/7, 7/6 e 7/5, em 3h50, no jogo mais longo da história do torneio. Foi a primeira vitória do brasileiro de 19 anos em um torneio ATP 500. Ele comemorou com a torcida, que encheu as arquibancadas, em uma partida que teve clima quente.


Depois de perder o primeiro set, o brasileiro viu o rival ter três match points no segundo. O paranaense se recuperou e levou a série para o tiebreak. Fokina ficou nervoso com o barulho da torcida, reclamou com o juiz, e Wild acabou levando por 7 a 3. No set decisivo, o jogo continuou equilibrado, com quebras dos dois lados, mas Wild foi firme para fechar no saque do espanhol. O antigo recorde de partida mais longa no torneio era do ano passado: 3h19, no jogo entre o espanhol Jaume Munar contra o britânico Cameron Norrie.


“Foi minha maior vitória da carreira, por ser em um ATP 500, fiquei muito feliz e vou levar para meus próximos dias de trabalho. Independentemente do que acontecer na próxima rodada, é algo que ficará guardado, que me mostrou que estou no caminho certo”, disse o 206º do ranking.


Na próxima rodada, Wild, que recebeu convite da organização, enfrentará o vencedor da partida entre o croata Borna Coric e o argentino Juan Ignacio Londero, que jogam nesta terça (18), na abertura da quadra central, às 16h30.


Fonte: Rio Open

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados