Brasil perde para Porto Rico na estreia do Pré-Olímpico de Bourges

Em partida decidida na prorrogação, seleção feminina de basquete foi derrotada por 91 a 89

Foto: Divulgação/CBB


A seleção feminina de basquete estreou com derrota no Pré-Olímpico de Bourges, na França. Nesta quinta-feira, 6, o Brasil encarou Porto Rico, no Palais Des Sports, e em partida equilibrada acabou caindo na prorrogação por 91 a 89 (83 a 83 após quatro períodos). A seleção volta à quadra no sábado (8), às 16h30, de Brasília, quando pega a França, dona da casa. Depois, encerra sua participação no Pré-Olímpico contra a Austrália, no domingo (9), às 10h, de Brasília. O Pré-Olímpico de Bourges classifica três seleções para a Olimpíada de Tóquio/2020.

Com 26 pontos e 15 rebotes, Damiris foi o destaque do Brasil. Do outro lado, Jennifer O'Neill fez 30 pontos, pegou seis rebotes e deu três assistências. A seleção brasileira ainda teve Patty com 19 pontos, Érika de Souza com 15 e Débora Costa e Tainá Paixão com dez. Ali Gibson anotou 20 pontos, com sete rebotes para as portorriquenhas. E Jazmon Gwathmey fez 15 pontos, com oito rebotes.


O Brasil esteve à frente do placar por praticamente toda a partida e chegou a abrir 12 pontos de frente. Em toda a partida, a seleção brasileira liderou por 36 minutos, mas na reta final perdeu a dianteira. Mesmo assim, buscou a igualdade em 83 a 83 e levou para a prorrogação. Nos cinco minutos adicionais, Porto Rico venceu a partida por 91 a 89.


"Eu poderia ter ajudado um pouco mais. Elas fizeram o máximo delas. Estávamos no nosso melhor e íamos testar se o nosso melhor era suficiente para a vitória. Hoje não foi. Ainda temos dois jogos. Se tivesse ganhado, ainda teria que vencer mais dois jogos. Basquete é assim mesmo. É colocar a cabeça na França e buscar uma vitória. A Jennifer O'Neill é uma das melhores jogadoras que já vi atuar, tem um técnico muito bom, admiro o trabalho dele. Mas temos dois jogos, quem sabe a gente não pode surpreender", frisou o técnico José Neto.

Ao final da partida, na coletiva de imprensa, Damiris Dantas também falou sobre a derrota brasileira na estreia do Pré-Olímpico Mundial.


"Em um campeonato nesse nível, tem erros que não podemos cometer. Essa foi nossa falha. Temos que ter em mente que temos chances e podemos buscar. E vamos buscar. Passou, não tem como voltar. É ter cabeça boa e vir para o próximo jogo bem. Cometemos erros também na prorrogação, e isso acabou levando à derrota. Estávamos confusas no ataque. Demoramos para fazer cesta na prorrogação", citou Damiris.

0 visualização

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados