Após medalhas inéditas, Time Brasil busca novos resultados expressivos no Pan

Equipes de atletismo e natação trazem força máxima, de acordo com o planejamento elaborado pelo COB e as confederações

Divulgação COB

Os Jogos Pan-americanos Lima 2019 entram em sua última semana reservando grandes emoções para o Time Brasil. Após encerrar o domingo com 72 medalhas, sendo 22 de ouro, 16 de prata e 34 de bronze, a delegação brasileira terá ainda mais competições pela frente nos próximos dias. Isso porque o Comitê Organizador programou as disputas de atletismo e natação, modalidades com mais provas em todo o evento, para as mesmas datas: 6 a 11 de agosto.

No caso do atletismo, que já teve a maratona e os 20km da marcha atlética, estão previstas outras 44 provas, enquanto a natação terá 36.


"Nessas modalidades, o Brasil está trazendo o que temos de melhor no momento, de acordo com a estratégia das confederações e o planejamento do COB. A natação chega do Mundial com um time bem interessante, e o atletismo busca um resultado superior ao que alcançou em Toronto, com alguns jovens se destacando no cenário internacional, como o Paulo André e o Alison Brendom, fora o Thiago Braz, que é campeão olímpico", disse Jorge Bichara, Diretor de Esportes do COB.


Além de atletismo e natação, outras modalidades conhecidas por distribuírem muitas medalhas serão disputadas nos últimos dias do Pan: judô, karatê, remo, tênis de mesa e vela, entre outras, com boas chances para o Brasil.


Resultados históricos

A primeira semana de disputas ficou marcada por resultados históricos do Time Brasil em Jogos Pan-americanos. Ygor Coelho, por exemplo, conquistou a primeira medalha de ouro do badminton brasileiro em Pans; Caio Souza e Arthur Nory, da ginástica artística, trouxeram medalhas inéditas no individual geral masculino; e Ana Marcela Cunha fez o mesmo nas maratonas aquáticas. Em todas essas modalidades, além de triatlo e taekwondo, o Brasil fez suas melhores campanhas na história do evento.


"O Brasil obteve vários resultados importantes na primeira semana do Pan, dentro das nossas expectativas. Além de boas campanhas na ginástica artística, boxe, taekwondo, triatlo, canoagem e badminton, entre outras, podemos destacar o número significativo de vagas conquistadas para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020: 22 em cinco modalidades (handebol, tênis, pentatlo moderno, hipismo adestramento e hipismo CCE)", destacou Marco Antônio La Porta, Vice-presidente do COB e Chefe de Missão em Lima 2019.


Até o momento, já são 83 vagas confirmadas em Tóquio 2020. Além disso, com a medalha de ouro conquistada pelo conjunto (3 arcos e 2 maças) e a prata de Bárbara Domingos (fita), ambas na ginástica rítmica, o Time Brasil chegou a 74 medalhas em Lima 2019: 23 ouros, 17 pratas e 34 bronzes.

​​​​© 2020 desenvolvido por Market21 Comunicação - Todos os direitos reservados